RSS
Este blog foi criado essencialmente criado para contar os episódios desta fase da minha vida. Tenho tantos familiares e amigos a quererem saber como descobri que estava doente e como estou no momento presente, que decidi contar tudo aqui, neste espaço, etapa por etapa, dia a dia.

Dia seguinte - 28 de Agosto

O dia seguinte ao tratamento, começou menos mal, não vomitei de manhã, mas sentia-me muito nauseada, a fraqueza era muito grande, mas lá ia comendo muito pouco e só aquilo que me apetecia, mas pelo menos consegui reter os comprimidos da manhã. O dia foi quase todo passado na cama, a dormir ou a descansar. À tarde perto das 16, lá começaram os vómitos, muito menos do que no dia anterior, mas contínuos. À noite com a nova dose de comprimidos lá fiquei um pouco melhor. Consegui atender a poucos telefonemas, essa tarefa ficou para a minha mãe, parte do dia até tive o telemóvel desligado. Agradeço a todos sem excepção que me foram telefonando e enviando mensagens, há mesmo pessoas que o tem feito todos os dias sem excepção, através de mensagens ou telefonemas, são todos uns queridos. Estou encantada com os meus amigos e familiares que não tem parado de dar apoio. A solidariedade humana é maravilhosa. Os meus pais nestes dois dias, ontem e hoje não me deixaram ficar sozinha, esperaram que o Eduardo chegasse a casa, para irem depois descansar.

6 comentários:

Anabela disse...

Olá Isabel,
Espero que, desta vez, consiga deixar o meu comentário, ou melhor, um beijo de apoio.
Anabela

Anónimo disse...

Olá Isabel,
Os dias a seguir aos tratamentos custam um pouco, mas logo passam, tudo passa!
Beber muita água, antes e depois dos tratamentos, e caminhar aliviam os efeitos secundários.
Vejo, pelos posts, que tem uma força enorme e tem o que é mais importante para esta doença, o apoio dos amigos e da família.
Continue sempre com essa força e determinação!
isabelcosta

Anónimo disse...

Olá Isabelinha, sou a Marta Figueiredo, amiga da Ana Sofia Nava. Vim aqui parar porque tenho perguntado por ti ao Claudio e Ana Sofia, penso em ti muitas vezes desde aquele dia lá na Quinta. Só te quero deixar um enorme abraço e dizer-te que tens aqui mais uma pessoa a torcer por ti, com a enorme certeza que tudo vai ficar bem!! mts bjs. Mrt.

Isabel Carvalho disse...

Obrigada Anabela pelo apoio continuado.
Obrigada Isabel Costa pelos conselhos, todos os conselhos são bem-vindos esta doença é uma aprendizagem, cada conselho sobretudo de quem já passou pelo mesmo é muito valioso

Obrigada Marta, és uma querida por te teres lembrado de mim,e pela força.

Maria disse...

O caminho faz-se caminhando!
É o que você está fazendo.
Tem pedregulhos, rampas, precipícios, lama, cursos de água a atravessar, insectos, etc.
Mas você chega a Roma!
Força!

Elisabete Garcia disse...

Querida Isabel,
Não tenho telefonado mas tenho sabido notícias tuas pelo Sebastião e pela Isabel Saraiva. Queria só que soubesses que tenho pensado muito em ti e que te desejo o melhor possível, nesta fase tão difícil da tua vida. Muitos, muitos beijinhos e muita força positiva!!
Elisabete

Anabela disse...

Olá Isabel,
Espero que, desta vez, consiga deixar o meu comentário, ou melhor, um beijo de apoio.
Anabela

Anónimo disse...

Olá Isabel,
Os dias a seguir aos tratamentos custam um pouco, mas logo passam, tudo passa!
Beber muita água, antes e depois dos tratamentos, e caminhar aliviam os efeitos secundários.
Vejo, pelos posts, que tem uma força enorme e tem o que é mais importante para esta doença, o apoio dos amigos e da família.
Continue sempre com essa força e determinação!
isabelcosta

Anónimo disse...

Olá Isabelinha, sou a Marta Figueiredo, amiga da Ana Sofia Nava. Vim aqui parar porque tenho perguntado por ti ao Claudio e Ana Sofia, penso em ti muitas vezes desde aquele dia lá na Quinta. Só te quero deixar um enorme abraço e dizer-te que tens aqui mais uma pessoa a torcer por ti, com a enorme certeza que tudo vai ficar bem!! mts bjs. Mrt.

Isabel Carvalho disse...

Obrigada Anabela pelo apoio continuado.
Obrigada Isabel Costa pelos conselhos, todos os conselhos são bem-vindos esta doença é uma aprendizagem, cada conselho sobretudo de quem já passou pelo mesmo é muito valioso

Obrigada Marta, és uma querida por te teres lembrado de mim,e pela força.

Maria disse...

O caminho faz-se caminhando!
É o que você está fazendo.
Tem pedregulhos, rampas, precipícios, lama, cursos de água a atravessar, insectos, etc.
Mas você chega a Roma!
Força!

Elisabete Garcia disse...

Querida Isabel,
Não tenho telefonado mas tenho sabido notícias tuas pelo Sebastião e pela Isabel Saraiva. Queria só que soubesses que tenho pensado muito em ti e que te desejo o melhor possível, nesta fase tão difícil da tua vida. Muitos, muitos beijinhos e muita força positiva!!
Elisabete